Cultura

Câmara e IHRU assinam protocolo que visa a reabilitação urbana no centro histórico

A Câmara da Ribeira Grande e o IHRU, I.P., assinam na próxima sexta-feira, 19 de maio, no Teatro Ribeiragrandense, um protocolo de cooperação institucional no âmbito do programa “Reabilitar para arrendar – habitação acessível”, que visa apoiar a reabilitação urbana no centro histórico da cidade. A assinatura do protocolo integra o evento promovido pela AICOPA “O programa capitalizar e a revitalização das empresas açorianas: que futuro?”

 

Este protocolo vai permitir criar uma linha de financiamento, designada por “Reabilitar para arrendar – habitação acessível”, por forma a concorrer, simultaneamente, para o alcance dos objetivos estabelecidos nos vários documentos estratégicos e de política pública em matéria de reabilitação urbana e cuja disseminação e operacionalização se ambiciona que seja o mais abrangente possível.

 

Através desta parceria, a Câmara da Ribeira Grande dá mais um passo para a concretização da reabilitação urbana na cidade, bem como dos imóveis antigos que estejam degradados, apoiando os proprietários nos processos de licenciamento dos imóveis a reabilitar.

 

O programa tem por objetivo o financiamento de operações de reabilitação de edifícios com idade igual ou superior a trinta anos, que após a reabilitação se destinem predominantemente a fim habitacional, devendo as frações habitacionais destinar-se ao arrendamento em regime de renda condicionada.

 

Tendo em conta que a aposta no setor da reabilitação urbana, a par de outras iniciativas, contribui para a criação de emprego e dinamização do mercado do arrendamento, a Câmara da Ribeira Grande chega-se à frente em mais esta matéria, contribuindo para a regeneração urbana e para a sua dinamização, facilitando também o acesso das famílias à habitação.

 

De recordar que a Câmara da Ribeira Grande já atribui diversos benefícios a quem queira investir na reabilitação de imóveis localizados no centro histórico, benefícios que vão desde a isenção de IMT na aquisição do imóvel a reabilitar à isenção de IMI durante cinco anos, entre outros.

Seja o primeiro a comentar.